Inovação - 11 de setembro, 2019

Parceria entre Amazon e sistema de saúde britânico leva informações de saúde para os dispositivos Alexa

  •  

Os assistentes de voz facilitam muito a vida de seus usuários em tarefas comuns do dia a dia, e agora, também serão úteis para dúvidas de saúde – pelo menos no Reino Unido. Em parceria com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês), a Amazon vai desenvolver mais uma habilidade em sua assistente Alexa: consulta por voz a informações de saúde.

Usando o site da NHS como base de dados, a Alexa conseguirá responder diversas categorias de dúvidas de saúde de seus usuários, principalmente sobre casos mais simples que podem ser tratados em casa, como “quais são os sintomas da gripe” e “como tratar uma dor de cabeça”. Para o departamento de saúde do Reino Unido, essa parceria visa reduzir a pressão nos profissionais de saúde do país, proporcionando às pessoas uma nova via de acesso a conselhos médicos confiáveis. E além de ajudar cidadãos comuns, esse serviço vai ajudar principalmente as pessoas com algum tipo de deficiência e idosos, que têm maiores dificuldades em consultar computadores comuns.

Antes dessa parceria, a Alexa já tinha acesso a sites como o WebMD e a Mayo Clinic, dois dos maiores portais de saúde em inglês do mundo, mas essas pesquisas eram feitas de maneira comum, do mesmo jeito que se procura qualquer termo na internet através do serviço de voz. Com acesso ao banco de dados da NHS, as respostas ficam mais completas e precisas, entregando resultados ainda melhores.

Porém, apesar de prático, esse serviço também apresenta riscos: em maio de 2018, um dispositivo Alexa interpretou erradamente comandos de sua proprietária e compartilhou uma conversa particular entre ela e seu marido com um contato em sua lista de telefones. Esse acontecimento levantou diversas questões em relação à privacidade e segurança dos dispositivos da Amazon, que respondeu afirmando que todos os dados e informações colhidos pela Alexa são seguros e confidenciais.

Com a parceria da Amazon com a NHS, usuários das redes sociais levantaram questões importantes sobre a confidencialidade dos dados médicos dos cidadãos, com receio de que esses dados podem ser usados para fins de propaganda e categorização de pessoas baseadas em suas preocupações e problemas de saúde. Para a organização não-governamental de proteção à dados Big Brother Watch, esse projeto é um “desastre de proteção de dados esperando para acontecer.”

Fonte:https://newvoice.ai/2019/07/11/alexa-orienta-britanicos-em-pesquisas-sobre-saude/   

Twitter
 

Enviar por e-mail