Experiência - 15 de outubro, 2019

Frequência sonora que irrita apenas jovens no combate ao vandalismo na Filadélfia

  •  
Frequência sonora contra vandalismo

Entre as tantas aplicações e usos da tecnologia nas cidades, existem algumas que são positivas e bem aceitas pelo público geral, já que sua intenção é primariamente melhorar a vida dos moradores e habitantes. Porém, existem outras que, por melhores que sejam suas intenções, acabam por ser controversas e tendenciosas, causando dúvidas sobre sua eficácia.

Um bom exemplo desse paralelo é um aparelho chamado “Mosquito”. Instalado em alguns parques no município da Filadélfia, nos Estados Unidos, seu principal objetivo é evitar atos de vandalismo em propriedades públicas.

A princípio, parece uma boa ideia, certo? Mas a controvérsia com o Mosquito está no fato de que ele só funciona em indivíduos entre os 13 e 25 anos de idade. Nos períodos das 22h até as 6h, ele emite um barulho incômodo em uma alta frequência que só pode ser ouvida por pessoas nessa faixa etária, já que, nos seres humanos, a capacidade de audição de certas frequências varia de acordo com a idade.

Atualmente, já foram instalados 31 Mosquitos, mas sua eficácia ainda não foi comprovada com dados da prefeitura. Porém, entre os moradores e alguns legisladores da cidade, a medida é considerada ineficaz e discriminatória: eles apontam que muitos dos crimes de vandalismo não são cometidos por jovens, e que essa medida também espanta os jovens bem intencionados que gostariam de aproveitar os espaços públicos para fins de recreação.

Uma das vereadoras da cidade, Helen Gym, expressou sua desaprovação em relação ao dispositivo, em entrevista ao portal americano Ubergizmo: “em uma cidade que está tentando lidar com a violência e criar espaços seguros para jovens, como ousam apresentar ideias financiadas com dólares dos contribuintes que enxotam os jovens de espaços criados para eles?”. Para Gym, essa iniciativa precisa passar por mais pesquisas que comprovam sua eficácia antes de serem espalhados por ainda mais pontos na cidade.

Fonte:
https://www.tecmundo.com.br/mobilidade-urbana-smart-cities/143743-parques-filadelfia-instalam-dispositivo-cuja-frequencia-so-irrita-jovens.htm

Frequência sonora contra vandalismo

Twitter
 

Enviar por e-mail