Tendências - 24 de outubro, 2019

Bancos americanos pretendem substituir quase 200 mil trabalhadores por robôs na próxima década

  •  
Robôs substituirão trabalhadores

A inteligência artificial está cada vez mais avançada e com mais recursos, abrindo um enorme leque de possibilidades para seus usos e aplicações. Diversos setores da indústria e serviços se beneficiarão desses avanços, que ajudarão a aumentar a eficácia, velocidade e qualidade desses produtos e serviços.

Um dos setores que se beneficiará extensamente desses novos recursos é a indústria bancária. Segundo estudo realizado pela Wells Fargo & Co., os Estados Unidos, pioneiros em tecnologia e suas implantações, pretendem substituir cerca de 200 mil trabalhadores humanos por robôs na próxima década.

Os principais setores que serão afetados por essas mudanças são os de administração e call center. Pela natureza das funções, que lidam com a aquisição, análise e interpretação de dados (no caso de administração), e que fazem atendimentos baseados em dúvidas já previamente estabelecidas e solucionadas (no caso de call center), esses setores são onde os robôs têm mais chances de realizar tarefas com mais eficiência, rapidez e precisão que os trabalhadores humanos.

Áreas que dependem do estabelecimento de relações interpessoais e de análises avançadas, como vendas, tecnologia e consultoria, não serão tão intensamente afetadas nessa perspectiva, já que as tecnologias de inteligência artificial ainda não são capazes de substituir características tão humanas.

Nos Estados Unidos, a indústria bancária é a que mais investe em tecnologia e inovação: as figuras chegam a cerca de 150 bilhões de dólares anualmente. Assim, é natural que invistam cada vez mais na implantação interna dessas tecnologias. Segundo analistas da área, as despesas com funcionários representam até metade dos custos de operação de um banco.

Essa perspectiva reforça uma ideia que já é extremamente presente quando se fala da relação entre inteligência artificial e o mercado de trabalho: que os robôs roubarão vagas de empregos de humanos, causando um caos na economia e na sociedade. Por um lado, esse medo é justificado, vendo que já existem perspectivas como as da indústria bancária americana. Porém, por outro, cabe aos futuros trabalhadores investirem em educação e especialização em áreas que dependem altamente de características humanas, tornando-se indispensáveis no mercado de trabalhos justamente por essas características.

Fonte:
https://olhardigital.com.br/carros-e-tecnologia/noticia/na-proxima-decada-robos-substituirao-200-mil-vagas-em-bancos-nos-eua/91022

Robôs substituirão trabalhadores

Twitter
 

Enviar por e-mail