Indústria 4.0 - 22 de agosto, 2019

4.0: A nova fase da indústria já chegou

  •  
A nova fase da indústria

Em 1760, iniciou-se um processo que depois ficou conhecido como Primeira Revolução Industrial. Nesse processo, houve uma transformação profunda nos métodos de manufatura, que mudaram de artesanais para produção por máquinas, além do desenvolvimento e descoberta de novos produtos e elementos químicos, e do uso cada vez mais amplo da energia à vapor.

A Primeira Revolução Industrial é considerada um divisor de águas na história, mudando e influenciando drasticamente todos os aspectos da vida em sociedade da época, além de iniciar um novo modelo industrial que nunca parou de evoluir.

Nos últimos anos, deu-se início a um processo diretamente decorrente da Primeira Revolução Industrial: a Quarta Revolução Industrial, ou comumente conhecida como Indústria 4.0. Caracterizada principalmente pelo uso extenso da tecnologia, da automação e dos dados eletrônicos, a Indústria 4.0 tem como principal objetivo aumentar a produtividade e reduzir cada vez menos a necessidade de intervenção humana dentro de fábricas e seus sistemas internos.

Através de sistemas como o de IoT (sigla em inglês para “Internet of Things”, significando “Internet das Coisas”), fica cada vez mais fácil digitalizar processos, automatizar decisões, conectar todas as etapas de produção para que funcionem de maneira totalmente integrada e gerar ambientes de manufatura flexíveis, para que se ajustem e supram a demanda cada vez maior por produtos cada vez mais customizados.

Além das mudanças nos processos de fabricação, na Indústria 4.0 os dados ganham um lugar de destaque com o conceito de Big Data Analytics: estruturas complexas e extensas de captura de dados que possibilitam a análise e o gerenciamento de informações em grande escala. Com todos os processos automatizados, há uma geração de dados permanente e a análise e estudo desses dados permitem localizar tendências, problemas e benefícios – facilitando o entendimento amplo de cada fase da manufatura.

Quais os Impactos?

Assim como suas antecessoras, a Quarta Revolução Industrial traz mudanças que afetam o mercado e a sociedade profundamente. A criação de novos modelos de negócios, que permitam que cada cliente receba produtos e serviços que se adequem especificamente às suas preferências e necessidades, será essencial.

No âmbito profissional, o mercado de trabalho também sofrerá impactos, já que a substituição de trabalhadores humanos por máquinas pode aumentar drasticamente as taxas de desemprego em todo o mundo. Por outro lado, surgirão mais oportunidades nos campos de pesquisa, desenvolvimento e mecânica, e profissionais capacitados e com formação multidisciplinar serão ainda mais valorizados e necessários.

A segurança também toma um novo significado na Indústria 4.0: com o grande número de dados sendo reunidos a todo momento, os sistemas de segurança digital e cibernética precisarão ser radicalmente reforçados para garantir a confidencialidade dos dados, a privacidade dos cidadãos e a confiabilidade das interações entre máquinas.

E aí, você está preparado?

Fonte:
Sebrae

A nova fase da indústria

Twitter
 

Enviar por e-mail